MPB

sábado, 15 de maio de 2010

PSDB lança o "Album de figurinhas do Zé $errinha".

A ciançada nunca gostou tanto de bater em figurinhas
Vejam as figurinhas PREMIADAS.

O pitta de estimacao do pres. Zezinho arrumou um amiguinho para fazer troca-troca de figurinhas.

Azeredo recebe premio de Zézinho e Maluf pensa na indicação do Vice. 
Motorista Jarbas
Aécio , problemas de identidade                                                           
                                                                                                                                       
                                                                                   ACM Neto,  Orgulho do vovo.


FHC: dando aula na Sorbonne com o titulo "Porque sou melhor que Lula".
Se voce conseguir prencher todo o album ganhara um plano de Insalubridade,  e voce vai precisar.


Grande homem bom indicara o Vice de $erra.

Após a perseguição política contra Arruda pela ditadura petista, Maluf aparece como opção natural para compor a chapa com José Serra.
Essa é muito boa. leia mais



sexta-feira, 14 de maio de 2010

Giro pelos Blogs - 14-05-2010

Centrais aceitam negociar redução da jornada para 42 horas semanais


A CUT e a Força Sindical, consultadas pela Rede Brasil Atual, confirmaram que podem aceitar a proposta do presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), de levar a votação um projeto intermediário de redução da jornada de trabalho de 44 horas para 42 horas semanais até 2012. A redução começaria em janeiro de 2011, com 43 horas semanais, chegando a 42 horas em 2012. Leia mais


Lula compara Dilma a Nelson Mandela em propaganda do PT

Propaganda mostrou a trajetória de vida da pré-candidata petista. Mesmo sob ameaça da Justiça, programa foi ao ar nesta quinta-feira.
A pré-candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff, foi a estrela do programa do PT exibido em cadeia nacional de rádio e televisão na noite desta quinta-feira (13). O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não poupou palavras para elogiar o desempenho da pré-candidata, enquanto ela atuava no seu governo. Lula, inclusive, comparou Dilma ao líder africano Nelson Madela, responsável pelo fim da política de segregação racial na África do Sul. O presidente afirma que o que mais admira na pré-candidata é a sua “correção e competência”. Leia mais


TSE multa Dilma e PT por propaganda eleitoral antecipada

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aceitou a ação do PSDB que suspende a próxima campanha partidária do PT, a ser exibida em 2011, e estabelece o pagamento de multa de R$ 20 mil ao partido e R$ 5.000 à pré-candidata Dilma Rousseff. A punição se refere a um vídeo transmitido em dezembro do ano passado, que ficou caracterizado pela Corte como campanha eleitoral antecipada. Leia mais

Renda média do trabalho aumentou no País

A renda média do trabalho no Brasil cresceu 17,1% entre 2004 e 2008. Os rendimentos, no entanto, não apresentaram uma trajetória homogênea para todos os ocupados. De modo geral, trabalhadores com menores salários apresentaram um crescimento acima da média e os mais qualificados tiveram queda da renda.
Os dados constam no Comunicado do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nº 49 A Evolução Recente dos Rendimentos do Trabalho e o Papel do Salário Mínimo que foi divulgado nesta quinta-feira,13, às 10h30, no auditório do Instituto em Brasília (SBS Quadra 1 Ed. BNDES, subsolo). Leia mais


Do site Carta Maior

“suas críticas [De Serra] à ação do BC alimentam o receio de que, se for eleito, a autonomia operacional da autoridade monetária ficaria restrita no próximo governo, o que seria tão negativo quanto a atual esquizofrenia da política econômica. Melhor, então, que isso fique bem esclarecido no decorrer dos próximos meses”.




quarta-feira, 12 de maio de 2010

$erra não responde se tem vergonha do mensalão do DEM de Brasilia.

CULTURA : O melhor da Musica Popular Brasileira.



João Bosco & Aldir Blank no Programa Radiola em 1974

Curtas


Cadê a Dilma na Folha?

Na Folha de São Paulo (jornal das Organizações Serra) de hoje (12/05), você encontra uma foto toda meiga do Serra vendo o mágico fazer mágica com a legenda “Abracadabra” e um pequeno texto. Matéria nada, só para ficar bem na foto mesmo, está lá na página A4.

Depois vai encontrar na página A8, metade da página, com texto e foto dedicada a Marina Silva e mais um espaço para o Serra justificar o que falou do Banco Central (os neoliberais que ele representa devem ter enquadrado o tucano).
E aí você procura e procura e não vai achar nadinha sobre Dilma Rousseff.

A Falha de S.Paulo do Otavinho frias não toma vergonha mesmo.

O pai dele, embora emprestasse carros do jornal para o transporte de presos políticos, não fazia as coisas no jornal tão escancaradas assim.

Fazer o que com essa CPI?

Os tucanos já não sabem mais o que fazer com a CPI da Bancoop na ALESP.

As declarações de João Vaccari em duas CPI´s em Brasília, esclarecendo todos os questionamentos dos raivosos senadores tucanos deixou seus pares paulistas sem saber o que fazer, pois todas as perguntas que podiam fazer já foram feitas e respondidas.
O promotor Blat não apareceu e ao que tudo indica, parece que não quer uma oitiva com Vaccari, e que as provas que tanto alardeou na mídia, digo, no PIG, que tinha, não existem.
Ontem, em audiência na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC), a pessoa designada para falar pelos mutuários leu uma carta falando mal do PT, e nada da Bancoop.
Cada vez fica mais claro o objetivo eleitoral desta CPI, que no máximo pode remeter o caso para o Ministério Público, onde se encontra desde 2006.

E como fica na ALESP as CPI’s da Alston, do CDHU, do metrô e outras 67 que estão na fila para averiguar as falcatruas dos tucanos nestes 16 anos de desmandos em São Paulo?

Alston.

Por falar na Alston, embora a CPI não saia por aqui, existem indícios de que as prisões de executivos da Alston, metidos em pagamentos de propinas na Europa devem respingar logo por aqui, no tucanato paulista. É aguardar para conferir.

Trabalhadores no Pacaembu

Dia 1º de junho as maiores centrais sindicais do Brasil estão se organizando para colocar milhares de pessoas no Pacaembu para defender as bandeiras da jornada de trabalho de 40 horas semanais (embora já esteja em negociação o intermediário de 42 horas) e os principais pontos dos trabalhadores para ser apresentado aos candidatos a presidente.

De Serra não pode-se esperar nada, basta ver como os trabalhadores foram tratados durante o governo FHC e como Serra sempre os tratou em São Paulo (lembram-se dos professores recentemente)?

De Marina Silva também não se espera muito, além da chance mínima, seu partido não ter qualquer sustentação para assumir as principais bandeiras dos trabalhadores.

Resta Dilma, para quem efetivamente serão apresentadas as propostas. Além de a candidata do presidente, um ex-sindicalista, seu partido, o PT nasceu exatamente das lutas do movimento social organizado, principalmente do movimento sindical.



Tertuliano Queiróz

terça-feira, 11 de maio de 2010

A policia paulista, governada há séculos por José Serra, mata mais um

PMs são presos acusados de matar mais um motoboy NEGRO...


Quatro policiais militares foram presos ontem suspeitos de terem matado o motoboy Alexandre Menezes dos Santos, 25, na madrugada de sábado.

Eles foram autuados em flagrante acusados de homicídio culposo (sem intenção de matar) e estão detidos no Presídio Militar Romão Gomes.

O crime aconteceu em frente à casa da vítima, em Cidade Ademar, zona sul. "Eles ficaram meia hora batendo nele e depois o enforcaram na minha frente", diz a mãe, Maria Aparecida de Oliveira Menezes.

Segundo ela, tudo aconteceu porque o jovem resistiu à abordagem dos PMs, que desconfiaram de sua moto sem placa.

"Podiam ter prendido por desacato, mas não precisava matar. Ele comprou a moto com tanto sacrifício e iria emplacar na terça-feira", disse a mãe, com a nota fiscal do veículo nas mãos. Ela recebeu a reportagem em sua casa na noite de sábado, enquanto aguardava a liberação do corpo do filho."

Tudo começou por volta das 3h, quando Maria ouviu barulho de sirene. Por ser a hora em que o filho costumava chegar do trabalho de entregador de pizza, se levantou. Antes de chegar à porta, escutou os gritos de Alexandre. Ao sair, o jovem já estava sendo espancado.

"Comecei a gritar que ele era meu filho, para não baterem nele. Mas eles falavam que eu parecia um canguru pulando e que, se eu não calasse a boca, eles iriam me prender. Não sei por que tinham tanta raiva."

Segundo ela, foram cerca de 30 minutos de pontapés e socos no estômago. "Eu tentava segurar a mão do policial e pedia pelo amor de Deus para que parasse. Eles diziam que meu filho era vagabundo, e eles podiam fazer o que quisessem porque eram policiais."

Só pararam quando Alexandre caiu, inerte.
"Eu ainda tinha esperança de que tinham dado alguma injeção, mas depois vi o pescoço do meu filho mole, a baba escorrendo e a poça de sangue crescendo."

Nesse momento, Maria conta que os policiais se desesperaram.
 "Eles batiam no rosto dele, tentavam reanimá-lo. Quando viram que não tinha jeito, jogaram-no dentro de um carro e foram embora." Sem saber para onde ir, Maria correu para o Distrito Policial. Lá, alguém disse que o filho tinha apenas quebrado uma perna e estava hospitalizado. "Cheguei a sorrir. Mas durou tão pouco. Quando cheguei ao hospital, ele já estava no IML."

Enquanto o corpo de Alexandre era submetido à necropsia, Maria prestava depoimento. Atrás do vidro escuro, reconheceu três dos policiais que espancaram o filho.

"Até ontem, meu sonho era ter um filho policial. Agora tenho medo deles."Em casa, Maria recebeu o atestado de óbito. As causas da morte: asfixia e traumatismo craniano. Alexandre deixou um filho de três anos e foi enterrado ontem. "Que tristeza. Enterrar um filho no Dia das Mães."

Você lembra? No  mês passado Coronel pediu desculpas por outra morte

Leia mais:
Por: Helena

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Lula lança Navio em Homenagem a João Candido "O almirante negro."

Em Suape(PE) 1° navio que o Brasil produz em 13 anos.
Salve, o navegante (Almirante) negro que tem por monumento as pedras pisadas no cais.
Saiba mais sobre o Almirante João Candido

A embarcação tem capacidade para transportar um milhão de barris de petróleo

domingo, 9 de maio de 2010

ISTO É ENTREVISTA DILMA ROUSSEFF.

ISTOÉ – A sra. não acha importante o fato de o PT ter assumido o governo com um quadro de estabilidade da moeda?


Dilma – Eu não queria fazer isso, mas, se vocês insistem, vamos lá: recordar é viver. Nós assumimos o governo com fragilidades em todas as áreas. Taxas de inflação acima de dois dígitos, déficit fiscal significativo e, sobretudo, uma fragilidade externa monstruosa. Tínhamos um empréstimo com o FMI de US$ 14 bilhões. A margem de manobra nessa situação é zero. Você se coloca de joelhos junto aos credores internacionais. Quem fala com você é o sub do sub do sub. Isso não foi momentâneo. Foi uma década de estagnação, de desemprego e desigualdade. Nós tivemos, claro, coisas boas. Uma delas é a Lei de Responsabilidade Fiscal.

leia mais