MPB

sábado, 3 de abril de 2010

Filha do prefeito $errista Rubens Furlan ameaça colega de faculdade.

Priscila ficou indignada com o colega, que teria debochado de seu pai por sua aparição no programa ‘Custe o que Custar’ (CQC). O programa denunciou o desvio de uma televisão doada à prefeitura de Barueri pelo próprio CQC. A reportagem chegou a ser censurada por decisão de uma juíza da cidade. A TV foi doada ao Secretario de Educação coicidentemente Irmão do Prefeito da cidade para ser doada a uma escola da cidade, o aparelho estava monitorado com GPS e foi desviado para a casa de uma funcionaria da escola.No vídeo, o colega pergunta como Priscila fará para expulsá-lo da faculdade. ‘Contatos, amigo. Coisa que você não tem e eu tenho’, responde ela. ‘Toma cuidado com a pessoa que você vai debochar. Porque essa pessoa pode conhecer uma pessoa que tem algum vínculo com alguma coisa sua… E acontecer alguma coisa, entendeu?’, acrescentou.


Obs: Não gosto de programas do tipo CQC, porém, irregularidades de governo, má administração, excesso de poder do tipo eu posso tudo, devem ser denunciados.Essa é uma das formas mais usadas pelos seguidores de $erra. Leiam mais





quinta-feira, 1 de abril de 2010

Giro pelos Blogs. 01-04-2010

O despertar dos sindicatos


Nesta quarta-feira, Marcos me liga logo cedo no celular. Estava satisfeito porque iria participar da manifestação do funcionalismo público contra Serra que ocorreria no vão livre do Museu de Arte Moderna de SP, o Masp, no período da tarde.
Pareceu-me ter esperança de que eu fosse com ele, mas eu não podia e lhe disse logo. Elegantemente, não chegou a pedir que eu fosse por certamente ter percebido que não me seria possível. E continuou, dizendo que mais tarde me ligaria para contar mais.
Parecia uma criança, de tão contente, apesar de seu cerca de 1,9 metro de altura e uns bons cem quilos. Leia maisCidadania.com - UOL Blog


Globo foi hostilizada no “bota-fora” do Serra porque mentiu muito


Haveria centenas de motivos para os funcionários públicos de São Paulo que estavam protestando na Av Paulista, gritarem palavras de ordem contra o carro de jornalismo da Globo. Mas vou resumir em um.

A Globo gravou toda a repressão policial na sexta-feira passada no Morumbi contra os professores, e fez uma edição mentirosa incitando seus telespectadores contra os professores. Leia mais e mais essa e aqui também

Funcionalismo público distribui coxinha em bota-fora de Serra

Coxinha, alface e suco artificial. Este foi o cardápio do 'almoço de gala' promovido por 42 entidades sindicais no 'bota-fora' ao governador José Serra, que nesta quarta-feira (31) deixa o cargo para poder se candidatar à Presidência da República. Leia mais e também no Azenha aqui


CUT repudia ataque de Serra à presidente da Apeoesp

Nota da CUT

A Central Única dos Trabalhadores – CUT — mais uma vez repudia a intransigência e o desrespeito do governador José Serra, que se recusa a negociar com os professores estaduais de São Paulo em greve.

Não bastassem os métodos ditatoriais de Serra, que faz da polícia um instrumento para atacar os manifestantes e impedir o diálogo, os partidos políticos PSDB e DEM, em aliança eleitoral, pediram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que puna com multa o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), filiado à CUT, e a presidente da entidade, Maria Izabel Noronha, a Bebel. Leia mais


Lula enfrenta o PIG

Vídeo e aqui “É guerra PIG


Presidente da ANJ admite que a imprensa atua como Partido de Oposição


(...) - A liberdade de imprensa é um bem maior que não deve ser limitado. A esse direito geral, o contraponto é sempre a questão da responsabilidade dos meios de comunicação. E, obviamente, esses meios de comunicação estão fazendo de fato a posição oposicionista deste país, já que a oposição está profundamente fragilizada. E esse papel de oposição, de investigação, sem dúvida nenhuma incomoda sobremaneira o governo [Lula]. Leia mais

CUT a maior central sindical do Brasil.

Ministério do Trabalho reconhece: CUT é a maior central sindical do Brasil

Escrito por Agência DIAP

31-Mar-2010

MTE divulga aferição das centrais

Pela aferição do Ministério do Trabalho e Emprego, a CUT continua sendo a maior central, com 38,23%; seguida pela Força Sindical, com 13,71%; depois vem a CTB (7,55%); a UGT tem 7,19%; a NCST (6,69%); e a CGTB (5,04%).

Foi publicada, nesta segunda-feira (29), no Diário Oficial da União (DOU), a aferição da representatividade das centrais sindicais referente a 2009. A aferição é prevista pela Lei 11.648, de 2008, que reconhece legalmente as centrais sindicais como entidades de representação dos trabalhadores.

A verificação do índice de representatividade é realizada anualmente pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Segundo aferição do MTE, a representatividades das centrais está assim:

- Central Única dos Trabalhadores (CUT) registrou índice de 38,23%;

- Força Sindical está com 13,71%;

- Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), com 7,55%;

- União Geral dos Trabalhadores (UGT), com 7,19%;

- Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), com 6,69%; e

- Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), com 5,04%.

Entre as atribuições das centrais, especificadas na Lei 11.648/08, estão a coordenação da representação dos trabalhadores por meio das organizações sindicais a elas filiadas e participação de negociações em fóruns, colegiados de órgãos públicos e demais espaços de diálogo social de composição tripartite que discutam algo de interesse dos trabalhadores.

A lei considera central sindical a entidade associativa de direito privado composta por organizações sindicais de trabalhadores.
Para assumir essas atribuições, as centrais deverão atender a alguns requisitos. Entre eles, a filiação de no mínimo 100 sindicatos distribuídos nas cinco regiões do país e filiação em pelo menos três regiões do País de, no mínimo, 20 sindicatos em cada uma.

Também deve ter sindicatos filiados de, pelo menos, cinco setores de atividades econômicas e filiação de sindicatos que representem, no mínimo, 7% do total de empregados sindicalizados em âmbito nacional.

As centrais sindicais que, no ano-base de referência, atingirem os requisitos legais serão consideradas para efeito de cálculo da taxa de proporcionalidade (TP). Será fornecido a essas centrais o Certificado de Representatividade (CR) contendo a TP e, a partir de então, as mesmas deverão publicar seus balanços contábeis no Diário Oficial da União e no sítio eletrônico do MTE.

A Caixa Econômica Federal é a responsável pela transferência da contribuição sindical relativa às centrais sindicais.

Na lei de 2008 também foi mantido o desconto da contribuição sindical obrigatório em folha de pagamento sem necessidade de autorização do trabalhador. O desconto ocorre todo mês de março e equivale a um dia de trabalho (3,33% do salário).

São contribuintes todos aqueles que participarem de uma determinada categoria econômica ou profissional, ou de uma profissão liberal, em favor do sindicato representativo da mesma categoria ou profissão. A contribuição sindical foi criada em 1943 e está prevista nos artigos 578 a 610 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
A portaria 194, de 2008, estabelece que para a verificação da representatividade as Centrais Sindicais deverão estar cadastradas no Sistema Integrado de Relações do Trabalho (Sirt), de acordo com instruções expedidas pela Secretaria de Relações do Trabalho (SRT), do MTE.

Esse cadastro deve ser atualizado constantemente. Caberá ao MTE, se necessário, baixar instruções para disciplinar os procedimentos necessários para conferir os requisitos que comprovam a representatividade das centrais. (Com informações do MTE)

Fonte: http://www.cnq.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=19005

Atualizado em ( 31-Mar-2010 )

quarta-feira, 31 de março de 2010

Professores de São Paulo fazem o "bota-fora" de $erra

Professores e servidores do governo de São Paulo fecharam há pouco as duas pistas da Avenida Paulista, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Além de professores, também estão na avenida funcionários da saúde, da educação e da Justiça, entre outros. O protesto marca também o "bota-fora" do governador José Serra (PSDB). No momento os manifestantes seguem para a Praça da República





Reunidos em assembleia na Praça da República, os docentes da rede estadual paulista decidiram manter a greve, iniciada em 8 de março, por tempo indeterminado
A policia militar está no local a mando do governador José Serra, enfrentando manifestantes que já ocuparam uma faixa da avenida paulista (SP). Comerciantes da região, receberam ordens para de não deixar os manifestantes entrarem em seus estabelecimentos para comprar água.Segundo informações aproximadamente 20 mil pessoas participam da manifestação. Depois do confronto entre Polícia Militar e os professores na semana passada, durante protesto em frente ao Palácio dos Bandeirantes, a PM resolveu adotar postura diferente nesta passeata. Os policiais, desta vez, não bateu nos professores, mas três helicópteros da polícia militar sobrevoam a local.

O secretário da Educação do Estado de São Paulo, Paulo Renato de Souza disse que a greve dos docentes da rede será tratada de forma política. "É uma greve que tem claramente cunho político, eleitoreiro".

Professores e servidores da saúde da rede estadual realizam um protesto para reivindicar reajuste salarial na tarde desta quarta-feira (31) na Avenida Paulista, região central de São Paulo. Eles conseguiram furar o cordão de isolamento com motos armado por policiais militares e bloquearam a pista sentido Consolação e ao menos duas faixas da pista sentido Paraíso da via por volta das 15h25.

Funcionalismo público distribui coxinha em bota-fora de Serra

Enviar por e-mail: Marcadores: Greve, Professores de SP Por: Helena™ 5 Comentários Link para esta postagem

O fiasco do circo demo-tucano no senado.

Basta olhar os principais veículos de comunicação do PIG (Partido da Imprensa Golpista) para verificar que o depoimento de João Vaccari Neto, ontem no Senado, na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, não era aquilo que o PIG e os demo-tucanos queriam.


O circo montado pela oposição, liderada por Álvaro Dias e Artur Virgilio falou, falou e não disse nada. Os questionamentos ficaram limitados ao que publicou a revista Veja, que tem tanta credibilidade quanto uma nota de três reais. Todos os questionamentos foram respondidos por Vaccari e pelo advogado da Bancoop, Pedro Dallari, com números e dados, apresentados logo no início aos senadores e reforçados durante os questionamentos.

O promotor José Carlos Blat, transformado em super-herói dos demo-tucanos não compareceu, alegando, segundo seus porta-vozes: Álvaro Dias e Artur Virgilio, um tratamento de câncer. Foi exaustivamente mostrado que tudo aquilo que a Veja apresenta é assunto requentado. As denúncias que Blat fazia pelo PIG em 2008, sem nunca ter apresentado provas, são as mesmas que ele faz agora, novamente sem apresentar provas.

Quando é para atacar o partido do presidente Lula, no afã de derrotar a candidatura da ministra Dilma Rossef e alavancar a candidatura Serra, o PIG não mede esforços, usa até o DataFalha. É uma tentativa diária de destruir os mais importantes quadros do PT, com campanhas sistemáticas e sem provas.

A semana passada o ex-ministro da saúde, Humberto Costa, foi absolvido por unanimidade (14 votos a zero), das denúncias da Operação Vampiro. A Veja (e outros porta-vozes do PIG) que deram capa para a denúncia, não informaram nada sobre a absolvição, quando muito uma nota minúscula escondida em alguma página interna.

O que resta agora? Convocar Vaccari para a CPI das ONG´s? Aliás, desde quando Cooperativa é ONG? Os palhaços querem repetir o número, mas como a encenação será a mesma, será que terá algum interesse a repetição das mesmas perguntas e respostas na CPI das ONG´s ou na Assembléia Legislativa de São Paulo, onde a maioria tucana abriu a CPI da Bancoop e não permitiu nenhuma das 13 CPI´s solicitadas no governo Serra, que somando-se as pedidas nos governos tucanos anteriores chegam próximo de 70 pedidos, dentre eles alguns muito importantes, tais como a CPI da Alston, do CDHU ou do Roboanel. Os tucanos que gostam tanto de CPI´s para investigar o governo Lula não aparentam o mesmo prazer quando se trata de investigar o próprio ninho.

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010/03/o-fiasco-do-circo-demo-tucano-no-senado.html
Por: Nelson Canesin - Sociólogo

terça-feira, 30 de março de 2010

Ônibus com petistas é detido pela PM Rodoviária na Anchieta

Por: Redação da Rede Brasil Atual

Publicado em 30/03/2010, 11:50

Última atualização às 15:00


São Paulo - Um ônibus com 45 pessoas de várias cidades do ABC paulista foi apreendido na manhã desta terça-feira (30), 10 quilômetros antes da festa de inauguração do trecho sul do Rodoanel. O ônibus está detido no quilômetro 25 da via Anchieta.

"A orientação do Palácio dos Bandeirantes é barrar qualquer filiado do PT ou professor. Estamos debaixo de um viaduto, com todos os nossos documentos retidos. Íamos ao evento para prestigiar o prefeito. E eles nos disseram que se encostar outro ônibus para levar as pessoas embora, também será apreendido. Imagine o cara sair a pé daqui até Mauá", disse Humberto Tobé, coordenador do PT na região do ABC, que está no ônibus.

O prefeito a que Humberto se refere é Luiz Marinho (PT), de São Bernardo do Campo, cidade em que a obra do Rodoanel está sendo inaugurada.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar Rodoviária disse que o acesso é restrito às pessoas credenciadas e que o trânsito só está liberado para veículos de pequeno porte.

Professores

Os professores da rede pública estadual tiveram mais sucesso na tentativa de chegar à inauguração. Um grupo de dez docentes furou a segurança e conseguiu entrar em uma área reservada a convidados. Com apitos, eles ergueram faixas pedindo negociação salarial - o governador alega que a greve é política, com caráter eleitoral, e por isso nega-se a conversar.

Para esconder os cartazes dos professores, que estão em greve e na última sexta-feira (26) foram reprimidos pela Polícia Militar, alguns trabalhadores ergueram uma faixa, de acordo com a reportagem do UOL.http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2010/03/30/professores-grevistas-invadem-inauguracao-do-rodoanel-e-promovem-apitaco-anti-serra.jhtm

Voce merece o melhor...Revista do Brasil.

Informa, diverte, educa, comenta, discute, opina, colabora e entretém.



Acesse:

PT paulista exige explicações sobre açao de PM infiltrado.

A informação da Polícia Militar de que o cidadão que socorreu a PM ferida durante a manifestação dos professores, na sexta- feira (26/3), trata-se de um policial militar a paisana, provocou indignação na Bancada dos deputados do PT na Assembleia paulista.


“A política de infiltração foi um expediente recorrente do período da ditadura militar. Esse é um método próprio de fascismo, do regime autoritário que usava de milicianos infiltrados em movimentos de resistência que lutavam pela Democracia", protestou o líder do PT, deputado Antonio Mentor.

O PT na Assembleia vai requerer da Secretaria de Segurança Pública informações sobre a participação de PMs em manifestações da sociedade civil organizada e como e quantos homens fazem parte do Serviço Reservado da PM.

A oposição paulista ao governo José Serra, precisa ir fundo na apuração desta questão. É inaceitável que a Polícia paulista implante um aparelho clandestino de repressão política do estado contra a sociedade, em pleno Brasil democrático do século XXI.

Os professores da rede pública estadual estão em greve desde 8 de março e a administração José Serra, até o momento, não abriu canal de diálogo e negociação com o setor, que deve realizar outra assembleia dia 31/3, no vão livre do Masp. Leia mais


Enviar por e-mail: Por: Zé Augusto 6 Comentários Link para esta postagem

Giro pelos Blogs - 30-03-2010

MTE divulga aferição da representatividade das centrais


Pela aferição do Ministério do Trabalho e Emprego, a CUT continua sendo a maior central, com 38,23%; seguida pela Força Sindical, com 13,71%; depois vem a CTB (7,55%); a UGT tem 7,19%; a NCST (6,69%); e a CGTB (5,04%). Leia mais


“Almoço de gala” e “bota-fora” denunciam descaso com políticas públicas


O Partido dos Trabalhadores de São Paulo, em conjunto com os movimentos sindicais e sociais preparam para o dia 31 de março, uma série de manifestações que denunciarão o descaso com políticas públicas do governo de José Serra, que deixa o cargo nesta quarta-feira, para concorrer à presidência da República.

Às 12 horas, no Vão Livre do MASP (Av. Paulista), o funcionalismo do estado promoverá um “almoço de gala” com a presença de personalidades e parlamentares. O valor cobrado será de 4,00 reais, o mesmo do vale refeição. José Serra, um dos convidados, terá uma cadeira reservada. Leia mais

Eu acredito em pesquisas

(...)Contudo, além de acreditar em pesquisas também acredito que elas podem – e que costumam – ser fraudadas, sobretudo quando quem o faz acredita que aqueles que pretende enganar não têm cérebro suficiente para perceber a manipulação. Ou seja: fraudar pesquisas é aposta na burrice, no comportamento de manada, enfim, na mediocridade humana.Leia mais


Serra encobre trampa da Globo com terreno invadido

Igualzinho ao mestre Fernando Henrique, outro “operário padrão” do Roberto Marinho.


A Globo invadiu um terreno do Governo do Estado ao lado de sua sede em São Paulo.


Invadiu, gradeou, construiu uma pista de corrida para os funcionários e impediu a entrada de “estranhos ao serviço”.


A TV Record denunciou.


Aí, a Globo e o José Serra, operário padrão, montaram a trampa.

Criaram uma escola técnica para formar profissionais de televisão (para trabalhar na Globo).

Sabe qual é o nome da escola, amigo navegante ?

“Roberto Marinho”.

E, com isso, “legalizaram” a invasão: “toma que o terreno é meu”, disse um blog que a Record citou. Leia mais



Lançamento do PAC 2: hoje é dia de grandes mentiras das Organizações Serra


Lula lançará hoje o PAC 2 e as Organizações Serra (Globo, Folha, Estadão e Veja, entre outros) continuarão mentindo sobre o PAC. Hoje e amanhã, especialmente, serão dias de grandes mentiras sobre o PAC. Leia mais e aqui, nos Amigos do Presidente Lula.


Policial à paisana resgata colega na greve dos professores

A foto, digna de prêmio, é do fotógrafo Rodrigo Coca. Embora não soubesse na hora, todos os veículos de comunicação deram a imagem como um "manifestante" que sai da linha de frente da confusão para socorrer uma pessoa, no caso, uma guarda que havia sido ferida. Leia mais e essa, no Nassif e ainda, no blog do Leandro Fortes e no Azenha e no Blog do Casé


OBAN do ditador José Serra: PM da foto infiltrou-se no ônibus dos professores em Osasco



Diretores de subsede da Apeoesp de Osasco passaram a manhã e a tarde investigando. Tinham lembrança de tê-lo visto. Conferiram listas dos que vieram para a assembléia da sexta-feira, no Palácio dos Bandeirantes. Conversaram com muitos colegas e descobriram: o suposto professor é um policial militar do serviço reservado (ou secreto) da Polícia Militar paulista. É um P2. Leia mais



Pedágios de Serra são os mais caros do mundo

O movimento Jornada de Mobilização e Lutas deu início ontem à campanha Movimento Pedágio Justo, contra o alto custo e aumento de praças de pedágios implantado pelo governo de José Serra (PSDB). Durante esta semana 14 municípios debaterão o tema em audiências e espaços públicos. Na véspera do feriado da Páscoa, dia 1º de abril, os manifestantes estarão distribuindo panfletos nas grandes praças de pedágios do estado. A campanha é organizada em conjunto pelo PT/SP e pela CUT/SP. Leia mais

segunda-feira, 29 de março de 2010

Desinformação e de distorção dos fatos.

Cancele sua assinatura da Folha em protesto contra sua linha editorial do jornal. A Folha vem se mostrado um veículo de desinformação e de distorção dos fatos, com claros objetivos políticos e em defesa de um conservadorismo jurássico. Em nome desses objetivos, o jornal tenta jogar na lama a reputação de pessoas idôneas e reescrever nossa história segundo os interesses de seus proprietários.

Pe$qui$a Datafolha não convence e Suplicy decide apoiar Mercadante.

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) desistiu de sua candidatura ao governo de São Paulo e anunciou apoio ao senador Aloizio Mercadante (PT-SP) para a disputa do cargo. Em reunião realizada nesta manhã, Suplicy esteve com o Diretório Estadual do partido e recebeu apelos para que a legenda se unisse em torno do nome de Mercadante.

"Todos os membros da Executiva que usaram a palavra pediram muito que houvesse espírito de unidade entre nós do PT. Eles avaliaram que a candidatura que poderia unificar melhor as bases do partido e que estava com respaldo da direção era a de Mercadante", afirmou o senador, em entrevista à Agência Estado. "Avaliei que não faz sentido eu fazer uma campanha em que todos membros do partido recomendem que o candidato seja outro."

"Ele retirou candidatura. Foi um gesto nobre. Ele reconheceu que era preciso ter unidade partidária", disse o presidente do PT-SP, Edinho Silva. Segundo Silva, Suplicy "irá caminhar ao nosso lado nas campanhas de Mercadante, da Marta e da Dilma (Rousseff, que disputará a Presidência)".

Na pesquisa Datafolha divulgada hoje, Alckmin aparece com 53% das intenções de voto, contra 13% de Mercadante. Suplicy apareceria melhor, com 19% contra 49% de Alckmin . .

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010/03/datafolha-nao-convence-e-suplicy-decide.html


Enviar por e-mail: Por: Zé Augusto - 1 Comentário - Link para esta postagem

domingo, 28 de março de 2010

A violência do Ditador Jose Serra na versão de quem estava lá...




                             Professor ferido e caído

Polícia abrindo fogo com balas de borracha, desnecessariamente

A imprensa demo-tucana a serviço de José Serra (PSDB/SP) mente descaradamente a respeito da violência policial na sexta-feira contra os professores em greve.


Apesar de terem filmado tudo, e até ter recebido bordoadas, os repórteres que fizeram a cobertura correta, tiveram seu trabalho censurado e deturpado dentro das redações.

A imprensa, se não quiser continuar passando por mentirosa, está desafiada a colocar na internet a íntegra dos vídeos que gravou. A Globo fez uma edição vergonhosa no SPTV, onde o texto narrado pelo locutor sequer combina com o que se vê no vídeo, mesmo em uma edição manipulada, se vê que quem começou o conflito agredindo os manifestante com gas pimenta, desnecessariamente, foram os policiais.

O blog Eco-Subversivo, cujo autor estava lá, faz um relato completo que vale a pena ser lido na íntegra. Mostra como a polícia iniciou o confronto. Um cinegrafista da Bandeirantes, a seu lado, estava perplexo e fez comentário: “ Esse Serra é um filho-da-p... mesmo!”.

O Portal Vermelho narra que o fotógrafo autor da reportagem sofreu queimaduras nos dois braços e mãos provocadas pelos sprays químicos, covardemente atirados pelos policiais militares sobre quem fotografava de perto, documentando próximo demais para quem tudo quer encobrir. Outros repórteres sofreram a mesma agressão policial, mas seus patrões não levaram ao ar.

Um sindicalista, Policial Civil, Jeferson Fernando, que apoiava como cidadão os professores, foi confundido com um professor, mantido preso e espancado por cerca de três horas e levado ao 34ª DP de Francisco Morato. Com a roupa rasgada e acompanhado por dirigentes do Sindicato, Jeferson foi até a Corregedoria denunciar os inumeráveis abusos dos quais foi vítima.

O professor de Filosofia de Jundiaí, Fernando Ribeiro presenciou quando um dos muitos policiais infiltrados pelo governo na manifestação “tentava atear fogo em um veículo, buscando incriminar os manifestantes”. Com o policial à paisana identificado, professores e estudantes saíram à caça do marginal que buscou refúgio entre os policiais militares.

Segundo o portal Rede Brasil Atual, a aposentada Terezinha Moraes também estava junto ao cordão de isolamento da polícia e lamenta a violência desmedida contra os professores. "Comecei em 1967 a dar aula, sempre participei de greve, mas essa é a primeira vez que vejo e sou alvo de uma brutalidade como essas", salienta. "Antigamente, os policiais levavam até cães para as manifestações, mas chegávamos até o palácio sem sofrer nada", condenou Terezinha.

"A primeira fileira do cordão de isolamento dos policiais se abriu e a tropa de choque veio atrás com bombas", descreveu um professor em estado de choque.

Ao correr das bombas de efeito moral, alguns professores desmaiaram ou passaram mal com sangramento no nariz, ardência nos olhos e na garganta. Jornalistas e fotógrafos também foram atingidos.

Novo confronto voltou a acontecer, quando o caminhão de som da Apeoesp se aproximou do isolamento imposto pela PM, na tentativa de negociar com os policiais e evitar novo conflito. "Pelo amor de Deus professores, fiquem atrás do caminhão", pediam os diretores da Apeoesp. "Estamos desarmados, só temos o corpo e sabemos que vem bala de borracha aí", insistia o sindicato.

Para o deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) o confronto foi uma covardia. "Esse governo intransigente deixou um rastro de destruição. Na segunda-feira vamos tomar providências e acionar o Ministério Público."

Com a testa machucada por estilhaços de bomba, Carlos Ramiro, vice-presidente da CUT-SP e diretor da Apeoesp, criticou a ação da PM. "Estamos o tempo todo trabalhando por uma manifestação pacífica, mas a PM age inesperadamente e causa um confronto desses", diz.

Leia mais aqui, aqui e aqui.

Enviar por e-mail: Por: Zé Augusto . 2:00:00 PM 3 Comentários Link para esta postagem