MPB

sábado, 18 de junho de 2011

Coisas que gosto de ver, ouvir e compartilhar. "Baú do Casé" -Scorpions "Still Loving You".



Bons Tempos...

Sementes de Primavera!

Sim, Nós podemos

Ganhar uma eleição e ser ético,

Ser sindicalistas e ser democratas,

Ser de esquerda e ser democrata,

Ser político e ser honesto,

Ser militante e ser respeitoso com as pessoas.

Vitória da Categoria e da Democracia!

Saímos do Centro Sindical dos Bancários de São Paulo depois das duas horas nesta madrugada, de quinta para esta sexta-feira. A Chapa 1, a nossa chapa, encabeçada por Juvândia, teve 83,5% dos votos e a oposição teve apenas 16,5%. Foi a maior vitória desde 1979!


“Agradeço o reconhecimento e a confiança que os bancários depositaram na chapa 1 por meio da expressiva participação nesse processo eleitoral. Avançamos muito, mas ainda há muito a se conquistar. Os bancários querem mais valorização de salários e melhores condições de trabalho”, disse Juvandia Moreira, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, que já dará inicio na próxima semana a consulta com a categoria sobre as reivindicações prioritárias da campanha salarial. "Juvandia Moreira" . Presidenta eleita do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

Deputado Estadual Luiz Claudio Marcolino
Tinha sindicalistas de todo o Brasil, gente que a gente não via há mais de 15 anos. Foi uma semana de muito trabalho e também de muita confraternização e respeito. Luiz Claudio, que teve sua gestão como presidente efetivamente concluída nestas eleições, participou de todos os momentos da campanha e, tenho certeza, que ele também está muito orgulhoso do resultado.

Nós, da Comissão Eleitoral, eleita na Assembléia Geral dos Bancários sócios do Sindicato, que contou com mais de 1.500 pessoas, tínhamos a missão de conduzir o processo eleitoral da forma mais transparente e neutra possível. Assumimos este compromisso perante os representantes da diretoria do sindicato e também com os representantes da Chapa 1, Rita, e da Chapa 2, Wilson.

Foi um processo importante porque pressupunha garantir que a diretoria não deveria interferir no nosso trabalho e que as informações deveriam ser disponibilizadas para todas as chapas concorrentes e para a categoria bancária. Assim fizemos e, para isto contamos com o apoio dos funcionários e o corpo jurídico. Este pessoal trabalhou muito e com muita qualidade. Ficam nossos agradecimentos. Quero registrar também nossos agradecimentos ao pessoal da Oposição, particularmente ao seu representante Wilson, e também ao advogado da chapa, Dr. Sergio. Ambos trabalharam com a Comissão com o maior espírito de trabalho conjunto.

Queremos registrar também nosso pesar, em função do falecimento do pai de Cidinha, nossa Secretária da Presidência desde 1980. Foi a primeira vez que Cidinha não participou de nossas eleições. Nossas condolências e carinho para Cidinha e todos seus familiares.

Nosso Sindicato tem 88 anos, eu tenho 57, os novos diretores têm em média 26 anos, a mesma idade que nossa Democracia. Posso não ter ficado rico financeiramente, durante tantos anos de trabalho e militância, mas sou rico de alegria ao ver que estes jovens, acreditaram no nosso passado, acreditaram no nosso presente e semearão novas sementes, para que as pessoas que acreditam na importância da primavera possam ver as flores vencendo os canhões. São dos pequenos passos que fazemos as grandes caminhadas.

E para aumentar minha alegria, ao entrar no carro para vir trabalha agora de manhã, liguei o radio na Cultura FM e o som tomou conta de tudo, parecendo que a primavera e o sol lá fora tinha superado o frio deste inverno: Era o som do Concerto Brandenburguês no. 1, de BACH, regido por Robert Von Karajan, o maior regente do século XX. Música dos Deuses.

Por falar em Deuses, ao chegar na minha sala de trabalho tinha um outro presente inesquecível: era o livro com as obras da Exposição ISLÃ – Arte e Civilização, editado pelo Centro Cultural Banco do Brasil e enviado pelo superintende em São Paulo, Marcelo Martins Mendonça.

Todos sabem que sou “Espirita da Teologia da Libertação”, mas sempre adorei também as outras religiões. Mesmo as profanas, como as gregas que diziam: Nada em excesso e conhece-te a ti mesmo. Eu acho que estamos entrando em um novo Renascimento, plural, ético e inclusivo para todos os povos e países. Tenho mais 40 anos de vida e ainda verei muitas primaveras.

Por Gilmar Carneiro.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Apagão em São Paulo, silêncio na imprensa.Procon pede intervenção da Aneel na administração da Eletropaulo privatizada pelo PSDB

A Fundação Procon-SP solicitou à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) uma intervenção administrativa na concessionária AES Eletropaulo em razão do que chamou de "gravíssimos problemas" na distribuição de energia na região metropolitana de São Paulo desde 2009. Na última semana, algumas áreas chegaram a ficar mais de três dias sem energia elétrica, o que fez com que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmasse que a empresa não tem condições de atendimento rápido ao usuário.

Na prática, o pedido do Procon tenta fazer com que um representante da Aneel assuma o controle da AES Eletropaulo no lugar da atual diretoria da empresa. "O objetivo é que a empresa restabeleça a regularidade e o bom funcionamento dos seus serviços", divulgou o Procon.

O órgão afirma que é dever da concessionária estar preparada para enfrentar problemas climáticos e manter uma equipe eficiente para, em tempo razoável, restabelecer o fornecimento de energia, "o que não tem se verificado nos últimos tempos".

Dos R$ 18 milhões em multas aplicados pelo Procon até hoje, contudo, apenas R$ 3,5 milhões foram pagos. O órgão atribui isso a trâmites, já que a empresa recorreu nos processos administrativos e também na esfera judicial.

O órgão de defesa do consumidor também apresenta entre os argumentos para mostrar o serviço deficitário prestado pela AES Eletropaulo o fato de a empresa ter ficado nos dois últimos anos entre as mais reclamadas. No ranking de queixas feitas ao Procon, a Eletropaulo ficou em 6º em 2010, e em 3º em 2009.

Outra crítica do Procon é a recusa da empresa em indenizar os consumidores que têm os seus equipamentos e aparelhos elétricos danificados em função de queda de energia.

Em nota, a AES Eletropaulo informou que "tem mantido um plano de investimentos crescente, de forma a assegurar não só o atendimento ao crescimento no consumo de energia elétrica, mas também para garantir a melhoria da qualidade do fornecimento". Segundo a empresa, no primeiro trimestre do ano, o DEC (duração média de interrupção) ficou em 9,91 horas, abaixo da média da região Sudeste, que contabilizou 11 horas.Agência Estado.

por Helena


domingo, 12 de junho de 2011

A CHAPA 1 filiada a CUT e a CNTE vence as eleições da APEOESP com 62.36% dos votos válidos.

A Chapa 1 venceu as eleições para a diretoria da APEOESP com 62,36% dos votos válidos. Apesar das fortes chuvas, foram computados votos de 64.115 professores e professoras em todo o estado de São Paulo.
"Assim, cumprirei mais um mandato de três anos na Presidência do Sindicato e espero poder continuar trabalhando mais e melhor pela nossa categoria e pela escola pública estadual, juntamente com todos os meus companheiros de diretoria.
Encerrado o processo eleitoral, devemos priorizar a nossa campanha salarial e a luta por um plano de carreira que atenda às nossas necessidades. Vamos continuar também lutando para que o Brasil destine 10% do PIB para a educação e por Planos Nacional e Estadual de Educação com diretrizes e metas que façam a educação brasileira e paulista avançarem.
Nesta oportunidade, agradeço a todos os que depositaram mais uma vez a sua confiança e seu voto na nossa chapa, reconhecendo e valorizando o trabalho realizado. Agradeço a todos os que tornaram possível a nossa vitória e a todos os que participaram do processo eleitora,
Agora pretendo voltar a postar textos com maior regularidade neste blog e, também, responder aos comentários que ficaram prejudicados nos últimos dias". Maria Izabel Azevedo Noronha (Presidenta)
Acompanhe o blog da APEOESP
Veja os números da apuração em www.apeoesp.org.br

Do outro lado da ponte o trafíco invade as comunidades.


Em todos os estados do BRASIL é o que mais se prolifera é a adoção de nossas crianças para o trafíco, um futuro perdido e jogado no LIXO!
A falta de investimento em Trabalho, Saúde, Lazer, Cultura e Esporte faz com que nossas crianças encontrem um mundo(Estado) paralelo onde acreditam que podem sobreviver...Até quando?