MPB

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

A idiotice , a ignorância e a hipocrisia do antipetismo...

Venceremos o ódio...
O Antipetismo é um misto de ignorância, ódio e hipocrisia
Marcelo Mascarenha
Em 2012 o povo de São Paulo elegeu Fernando Haddad (PT) prefeito. Recentemente, o município recebeu um prêmio internacional para as melhores iniciativas de desenvolvimento sustentável, vencendo 290 cidades do mundo todo. Mas Haddad, que nunca teve seu nome envolvido em qualquer escândalo, perdeu as eleições 2016 para João Dória, que fazia fortes discursos contra o PT. Esta semana a Oi revelou que, pressionada por Doria, instalou uma antena na casa de praia dele que trouxe prejuízo para seus investidores.
Em 2012, Embu das Artes, na grande São Paulo, reelegeu Chico Brito (PT) como prefeito. Em 2016, no embalo do antipetismo, foi eleito Ney Santos (PRB), agora foragido, porque a justiça decretou sua prisão por envolvimento com o PCC.
Em 2012, Osasco, também na grande São Paulo, elegeu Jorge Lapas (PT) prefeito. Na crista da onda anti-petista, Lapas saiu do PT em março e foi para o PDT. Ainda assim, o discurso anti-petista não perdoou seu passado, e ele perdeu as eleições no 2° turno para Rogério Lins (PTN). Lins está foragido. Sua prisão foi decretada pela acusação de fazer parte de um esquema que contratava funcionários fantasmas na Câmara Municipal e se apropriava do dinheiro do pagamento.
Essa pequena amostra é para comprovar: o antipetismo é um misto de ignorância, ódio e hipocrisia. Sob seu manto, foram eleitos alguns dos maiores crápulas da política nacional. Pior: com a sua salva-guarda, estão sendo cassados direitos e destruídas políticas públicas que beneficiam a parcela da população que mais precisa. O antipetismo está piorando a vida do povo, e vai piorar ainda mais. Até que vai chegar um tempo em que muitos se darão conta do tamanho da idiotice que fizeram.
Só espero que não seja tarde demais, para o bem do futuro do Brasil.